fbpx

Aqui eu vou te contar um pouco sobre como seu bem-estar é impactado pelas consequências do nosso mundo, cada vez mais V.U.C.A. e como sua inteligência emocional é uma aliada importante para se manter equilibrado.

Quando o U.S. Army War College cunhou o termo V.U.C.A. talvez não imaginasse a extensão da aplicação deste termo.

Pode parecer um termo novo, mas não é. Ele foi usado pela primeira vez no final da década de 80. Nunca esteve tão atual quanto agora.

O termo V.U.C.A. descreve como o mundo ficou após o final da guerra fria e ainda o faz muito bem. Afinal, o mundo continua apresentando volatilidade (volatility), incerteza (uncertainty), complexidade (complexity) e ambiguidade(ambiguity).

De fato, as coisas mudam muito rápido (V), sem que saibamos ao certo para onde vão (U), sem que necessariamente entendamos o que causou esta mudança (C) e o resultado não é simples de se avaliar e processar (A). O resultado: a dinâmica e a velocidade da mudança pode afetar o nosso bem-estar se não estivermos preparados.

E para estarmos preparados, precisamos fortalecer nossas habilidades da inteligência emocional que são requeridas em tempos de mudança. Dentre todas elas, destacamos as seguintes:  Senso de Propósito, Flexibilidade e Resiliência

1 – Senso de Propósito

Cada pequena mudança que presenciamos pode nos levar a ter que reavaliar opções. Seja uma mudança no mercado de trabalho, seja o desaparecimento de situações que existiram por muito tempo, seja porque algo novo surge que nos faz pensar o que realmente queremos.

A velocidade com que opiniões de pessoas chegam até nós, a frequência com que novas experiências e produtos são disponibilizados na nossa frente e a banalidade com que feitos incríveis de pessoas ao redor do mundo enchem as nossas redes sociais nos leva a constantemente refletir sobre nosso propósito.

Nessas horas, ter uma bússola interna que nos ajuda a julgar qual rumo estamos dando para as nossas vidas e quais mudanças vão nos trazer mais felicidade é muito importante. Ter senso de propósito em um mundo V.U.C.A. é fundamental para não se perder em meio a tantas escolhas que se apresentam a nós a todo momento.

Para desenvolver senso de propósito, uma dica: Questione-se sempre sobre o impacto que as suas decisões diárias, até as menores, tem sobre sua felicidade e realização pessoal. Aos poucos este questionamento se tornará uma bússola emocional que pode te ajudar a decidir mesmo em situações turbulentas.

2 – Flexibilidade

A única certeza que existe em um mundo V.U.C.A. é que a mudança acontecerá. Do ponto de vista da inteligência emocional, flexibilidade significa ser capaz de gerenciar suas emoções quando algo imprevisto acontece. Em um mundo volátil, coisas antes certas e seguras podem se transformar em ameaças e tendências em um instante e a capacidade de se adaptar se faz necessária.

Pessoas que tem flexibilidade, reagem melhor às mudanças porque passam menos tempo questionando e negando a existência delas e mais tempo entendendo o que ainda pode ser feito. Esta velocidade de mudança de estado emocional é o que faz a diferença no processo de adaptação ao novo cenário.

Para desenvolver Flexibilidade, é importante considerar que a flexibilidade emocional se constrói com pequenos desafios, ou seja, quem quer ter mais flexibilidade precisa se expor a situações que fujam da zona de conforto de maneira controlada e sempre buscar novas experiências.

3 – Resiliência

Resiliência é um tipo especial de flexibilidade. É a capacidade de recuperar o estado emocional equilibrado após um evento adverso. Dentro da volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade deste mundo, fatalmente alguns acontecimentos serão negativos.

Por isso, a capacidade de se reerguer é fundamental, principalmente para as pessoas que possuem alta necessidade de controlar o exterior ou são perfeccionistas.

Para desenvolver resiliência é necessário ser capaz de enxergar projeções futuras positivas e animadoras. Em um momento adverso, conseguir enxergar o acontecimento negativo como transitório e passageiro é fundamental para reduzir o tempo necessário para a recuperação do estado emocional equilibrado.

Para desenvolver resiliência então, a dica é sempre praticar mentalmente a projeção de cenários futuros positivos e animadores, mesmo quando isso parece difícil.  É preciso enxergar que as coisas vão melhorar para que o sofrimento pelo evento adverso cesse mais rápido.

E você, se sente preparado para triunfar em um mundo V.U.C.A.? Como você está se preparando para lidar com este mundo?

Abraço e até a próxima!